PMPR forma 68 novos Aspirantes a Oficial

A Academia Polícia Militar do Guatupê (APMG) formou 86 aspirantes a oficial após três anos de Curso de Formação de Oficiais (CFO). A formatura foi nesta sexta-feira (15/06) e contou com todo o garbo e a elegância que a cerimônia merece, incluindo um show pirotécnico com fogos de artifício e muita emoção de familiares e amigos dos formandos. A turma é composta por 40 aspirantes policiais e 20 bombeiros militares do Paraná, além de 8 aspirantes bombeiros do Espírito Santo.

O frio do inverno paranaense fez valer sua fama durante a cerimônia, acompanhada de uma garoa fina que insistia em cair e atrapalhar o trabalho dos fotógrafos que buscam o melhor enquadramento a cada movimento dos formandos e da tropa. A equipe de organização do evento da APMG teve o carinho de disponibilizar café quente atrás da arquibancada das autoridades ao longo do evento para quem queria amenizar um pouco o frio intenso.

[gallery columns="5" ids="3302,3303,3304,3305,3306,3307,3308,3309,3310,3311,3312,3313,3315,3316,3301"]

As arquibancadas ficaram lotadas de familiares, amigos e militares estaduais de várias regiões da Capital e do Interior do estado para prestigiar uma das solenidades mais sublimes da carreira do oficialato: a cerimônia de conclusão do CFO e a entrega da espada, arma símbolo da autoridade e do comando de tropa. Nem mesmo o vento gélido conseguiu extrair a essência da grandeza e do simbolismo do momento para cada um dos 68 aspirantes.

O Secretário Chefe da Casa Militar da Governadoria, coronel Maurício Tortato, enalteceu a grandiosidade do evento e do momento vivido pelos formandos com a conclusão da etapa de instrução. “A Polícia Militar demonstra estar cumprindo com essas primícias do governo da Cida Borghetti, entregando para a sociedade 68 novos aspirantes a oficial que, rigorosamente, estão melhores do que quando entraram, e agora vão dedicar seu melhor em prol de uma sociedade, de um cidadão mais engajado e mais compromissado, para que tenhamos esperança e um futuro cada vez melhor”, disse.

É tradição na corporação que a turma adote o nome de um militar estadual que se destacou na Corporação. A turma 2018 do Curso de Formação de Oficiais (CFO) escolheu o Tenente Ricardo Taborda da Costa, oficial que faleceu durante o atendimento a uma ocorrência em outubro de 2017. A família dele, incluindo esposa e filho, receberam das mãos dos cadetes uma homenagem e o reconhecimento pelo que ele apresentou durante sua curta carreira.

A Comandante-Geral da Polícia Militar, coronel Audilene Rosa de Paula Dias Rocha, destacou o compromisso que os novos aspirantes assumem em prol da segurança pública da população. “Essa é uma etapa importante que se encerra e inicia-se outra com mais responsabilidades. Eles terão que dar ordens e tomar decisões importantes que repercutem diretamente na vida da população, por isso é importante estar aqui comemorando, mas também demonstrando que eles poderão fazer muito pelo estado e pela comunidade paranaense”, explicou.

A primeira colocada do CFO, aspirante Cibelli Maiara Toniolo, comemorou muito com a família a conclusão do curso e está pronta para os novos desafios. “Depois de três longos anos é uma sensação inexplicável poder vestir essa farda de aspirante, realmente é muito gratificante”, afirmou.

“Já tenho uma expectativa muito boa pela frente e de começar de fato a ser bombeiro militar e atuar como oficial da unidade”, disse o aspirante do Corpo de Bombeiros, Matheus Henrique Borges Oliveira, que já foi destacado para atuar na região de Londrina.

Dentre os 28 formandos bombeiros militares, oito pertencem ao Corpo de Bombeiros do Espírito Santos e fizeram a formação no Paraná devido a uma forte parceria que já resultou em dezenas de oficiais policiais e bombeiros que levaram para o estado capixaba conhecimento e experiência da realidade de segurança pública do Paraná.

“É uma alegria muito grande para nossa, receber novos aspirantes, pois isso renova a tropa, e esses oficiais que estão chegando ajudam muito e agradeço à PMPR e à APMG por nos receber há algum tempo nossos cadetes e devolvê-los profissionais bem formados e preparados”, disse o Comandante do Corpo de Bombeiros do Espírito Santo, coronel Carlos Marcelo D’Isep Costa.

O Diretor-Comandante da APMG, coronel Mauro Celso Monteiro, leu a ordem do dia parafraseando as estrofes da Canção da APMG com a vida militar, destacando a essência do ensino e da instrução como um dos pilares da formação dos militares estaduais. “O nosso curso tem como escopo básico preparar com fundamentação esse policial que vai exercer uma função muito nobre na corporação e, no futuro, a gente espera que tenhamos feito essa preparação muito bem consolidada, porque esses oficiais serão os futuros comandantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros”, ressaltou o coronel.

CFO – O Curso de Formação de Oficiais é reconhecido pelo Ministério da Educação como formação de ensino superior, sendo de ensino integral, no qual os cadetes têm aulas de disciplinas ligadas diretamente à vida militar, buscando se adaptar para o melhor cumprimento da sua atividade como Policial Militar e Bombeiro Militar. Neste ano a carga horária foi de 4.500 horas/aula.

Dentre as matérias cursadas estão diversos segmentos do direito, uso correto de armas de fogo, psicologia, estatística e educação física, direitos humanos e policiamento comunitário, além de técnicas de salvamento e prevenção de incêndios para os bombeiros.

COMUNICAÇÃO SOCIAL PMPR

Fotos: SARGENTO GOMES


EmoticonEmoticon