Exame toxicológico para entrar na Polícia Militar

0
24064


Nas forças policiais, o exame toxicológico – cuja função é detectar a ingestão ou exposição às substâncias tóxicas ou drogas – é exigido durante o processo de contratação. A solicitação do mesmo é feita para saber se o candidato é dependente ou já usou algum tipo de substancia química, como drogas por exemplo.

O exame é realizado por meio de fluidos corporais (sangue, urina, saliva e suor) e amostras biológicas queratina (cabelos, pelos e unhas).  Sua janela de detecção -ou seja, o tempo de detecção de uma substância após seu consumo- pode variar de horas a 90 dias. Isso depende muito do caráter e da quantidade da droga, da massa corporal do examinado e das técnicas utilizadas.

A análise instantânea, realizada através de fluidos corporais, é mais simples, porém tem uma janela de detecção menor, dias e semanas.  Já no diagnóstico laboratorial, feito por meio de amostras queratina, o período de detecção é maior, podendo identificar substâncias no organismo em até 6 meses após seu consumo.

O exame toxicológico conhecido como ‘teste de drogas’ tem como objetivo encontrar vestígios de drogas ilícitas no organismo.  Os entorpecentes que podem ser detectados pelo exame são: Anfetaminas (metanfetamina, anfetaminas e ectasy); Cocaína e crack); Fenilciclidina (PCP, pó de anjo); THC (Maconha, biscoitos e produtos comestíveis feitos com cannabis) e Opiatos (heroína, ópio, codeína, morfina).

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA