A Reforma da Previdência proposta pelo atual governo, aliada ao impasse sobre a inclusão dos militares, vai obrigar o Governador do Paraná, Ratinho Junior, a realizar um novo concurso o mais depressa possível.

O fato é que, a situação toda tem causado um grande alarde na tropa Policial Militar no Paraná. Quase todos os policiais militares que já possuem 25 anos de serviço vão pedir a reserva (aposentadoria) antes da aprovação da reforma previdenciária.

Por que 25 anos?

A Legislação Estadual vigente permite que aquele Policial Militar, que cumpriu sua missão, passou milhares de noites acordado, entrou em locais insalubres, correu riscos de se contaminar com doenças diversas, colocou a vida em risco simplesmente por usar a farda, se aposente com 25 anos de contribuição. A reforma da previdência pode colocar fim a esta gratificação e por isso um numero muito grande de PMs estão procurando a P1 de sua unidade para pedir a baixa enquanto ainda podem.

O impacto das aposentadorias

O impacto do impasse na reforma na previdência é a diminuição mais rápida do efetivo já baixo no Estado do Paraná. As cidades menores do interior do estado vão notar mais rapidamente a falta de policiais e se não houver um novo concurso imediatamente VAI FALTAR POLICIAIS. Há cidades em que apenas um policial militar, sozinho, faz turnos de 24 horas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui